Anjinho - Adson e Alana | Letra da Música

Anjinho - Adson e Alana

Letras de A - Z, de diversos estilos musicais

Anjinho - Adson e Alana - Letra






Tô trabalhando o dia inteiro assim igual um condenado
De dia eu sou anjinho, de noite eu sou diabo
É de janeiro a janeiro eu já to ficando pirada
De dia eu sou anjinha de noite eu sou diaba
Segunda feira de manha acordo e ta chovendo
E eu não recuperei da minha ressaca 100%

Já chego no trabalho com cara de cansado
O patrão da mais serviço e não aumenta o meu salario
Não venha me ensina como eu gasto o meu dinheiro
De dia eu sou casado de noite eu sou solteiro
Já é quase cinco e meia e eu só penso no litrão
O que eu ganho no serviço eu gasto no bailão

Tô trabalhando o dia inteiro assim igual um condenado
De dia eu sou anjinho, de noite eu sou diabo
É de janeiro a janeiro eu já to ficando pirada
De dia eu sou anjinha de noite eu sou diaba

Segunda feira de manha acordo e ta chovendo
E eu não recuperei da minha ressaca 100%
Já chego no trabalho com cara de cansado
O patrão da mais serviço e não aumenta o meu salario
Não venha me ensina como eu gasto o meu dinheiro
De dia eu sou casado de noite eu sou solteiro
Já é quase cinco e meia e eu só penso no litrão

O que eu ganho no serviço eu gasto no bailão
Tô trabalhando o dia inteiro assim igual um condenado
De dia eu sou anjinho, de noite eu sou diabo
É de janeiro a janeiro eu já to ficando pirada
De dia eu sou anjinha de noite eu sou diaba

Se eu gosto de ir pra zoeira e fazer
muita farra disso eu não nego
Mas só falam das pingas que eu bebo
e nunca enxergam os tombos que eu levo
Se eu gosto de ir pra zoeira e fazer muita farra disso eu não nego
Mas só falam das pingas que eu bebo
e nunca enxergam os tombos que eu levo

Anjinho - Adson e Alana | Letra da Música. Compartilhe!