A Queda - Augustus | Letra da Música

A Queda - Augustus

Letras de A - Z, de diversos estilos musicais

A Queda - Augustus - Letra






De repente, um peso no ar
A boca amarga

Meu coração pressente

Com seus truques tortos, surge dos mortos
Olhos em chamas, brasas ardentes
Criam um inferno a me consumir

O tempo me trai
A dor vai adiante

Meu coração pressente
Meu coração pressente

Com seus truques tortos, surge dos mortos
Olhos em chamas, brasas ardentes
Criam um inferno a me consumir
O delay das verdades sempre veladas

Nem cruz, nem espada
Meu par, o abismo
Eu, cego, na dança
Sempre a cair

Sempre a cair

O delay das verdades sempre veladas
Nem cruz, nem espada
Sempre a cair

A Queda - Augustus | Letra da Música. Compartilhe!