Rotina de Pobre - Chico Rey e Paraná | Letra da Música

Rotina de Pobre - Chico Rey e Paraná

Letras de A - Z, de diversos estilos musicais

Rotina de Pobre - Chico Rey e Paraná - Letra






Levanto cedinho pra ir pro trabalho
Tomo um cafezinho requentado e saio
Fumo um cigarrinho pra ver se distraio
Pra não me atrasar vou por um atalho

Levo um sanduíche só pra quebrar o galho
Assim é a vida desse operário
Que passa apertado com este salário
Esperando aumento lá pro mês de Maio

Se me põem na rua já sei o que faço
Procurando emprego mais um candidato
Preencho uma ficha no momento exato
Vou no lambe-lambe tiro um retrato

Logo sou chamado mesmo sem contrato
Nesse corre corre pulo que nem gato
Se a barriga ronca a fome eu rebato
Comendo um PF onde é mais barato

Vou chegando em casa a mulher me abraça
Fiscaliza os bolsos, vê se isso tem graça
Dinheiro que eu ganho voa igual fumaça
Pra pedir aumento eu fico sem graça

Trabalho bastante, meto a mão na massa
Em um colchão velho, descanso a carcaça
A sogra é esperta e a perna me passa
Mas afogo as mágoas bebendo cachaça

Rotina de Pobre - Chico Rey e Paraná | Letra da Música. Compartilhe!