Quem Dera Que Sêsse - Eliezer Setton | Letra da Música

Quem Dera Que Sêsse - Eliezer Setton

Letras de A - Z, de diversos estilos musicais

Quem Dera Que Sêsse - Eliezer Setton - Letra






Quem devia tá melhor
É quem come o pó mas planta o pão
Só quem vive do suor
É quem devia ser o patrão

Seu zé! não é isso não
Dona maria! tinha mais é que ser
Quem dera oxalá que sêsse
Quem sabe poderia for (2x)

Meu canário é um curió
Meu cancão-de-fogo é um bem-te-vi
A alegria é um choro só
E a tristeza não pára de rir

Seu zé! não é isso não...

Com prazer minha boca beija
Até quem me quis envenenar
Se minha morte é benfazeja
Assim seja eu me vou com o luar

Seu zé! não é isso não...

Eu vejo o sol, eu vejo a terra
Eu vejo a lua, eu vejo o mar
Vejo um mundo de fartura
Vejo o amor a governar
Água mole em pedra dura
Pra beber, pra irrigar
Cada vírus, cada cura
Chão e teto pra morar

Eu vejo o rio, eu vejo a serra,
Eu vejo a mata respirar
Vejo que quem me censura
Bom exemplo vai me dar
Ai de quem não cumpre a jura
Pois a cuca vai pegar
Cada anjo de candura
Que nascer vai se criar

Ê ô ê ô / quem dera que sêsse, dotô (4x)

Que o sinhô se alembrasse
Que eu não me esquecesse
Que o sinhô trabalhasse
Que eu também comesse
Que o sinhô ensinasse
Que eu aprendesse
Que o sinhô medicasse
E eu me fortalecesse

Ê ô ê ô / quem dera que sêsse, dotô (4x)

Que o sinhô não roubasse
E depois me prendesse
Que o sinhô não pisasse
E a grama morresse
Que o sinhô se abastasse
E eu sobrevivesse
E só me faltasse
O que eu não merecesse

Ê ô ê ô / quem dera que sêsse, dotô (4x)

Quem Dera Que Sêsse - Eliezer Setton | Letra da Música. Compartilhe!