Árvore Velha - Jacó e Jacozinho | Letra da Música

Árvore Velha - Jacó e Jacozinho

Letras de A - Z, de diversos estilos musicais

Árvore Velha - Jacó e Jacozinho - Letra






Na sombra fresca e amiga
Da grande árvore antiga
Que enfeita o meu quintal
Amarrei a velha rede
Entre o gancho da parede
E o seu galho horizontal
Olhando a sua beleza
Presente da natureza
Adormeci e sonhei
No sonho a árvore velha
Falou-me coisas tão belas
Que jamais eu esquecerei

Falou-me assim sentida
Há tanta gente esquecida
Que nem lhe respeitam mais
Esquece que fui a cruz
Onde pregaram Jesus
Filho de Deus Nosso Pai
Se hoje lhes dou ar puro
Esquecem que no futuro
Precisarão respirar
Sou grande amiga sua
Por favor não me destrua
Que ainda irei te salvar

Não esqueça meu amigo
Teu aconchegante abrigo
Te dou sem nada cobrar
Aos teus irmãos boiadeiros
Andarilhos caminheiros
E a todos que precisar
Sou a porta e a janela
Da mansão e da capela
E da igreja também
Espalhe a minha semente
Sou uma vida inocente
Que não faz mal a ninguém.

Não corte uma árvore, amigo
Na árvore também tem vida
De graça te dá a sombra
Ar puro pra sua vida

Árvore Velha - Jacó e Jacozinho | Letra da Música. Compartilhe!