Nossa Gente Se Misturou - Lázaro | Letra da Música

Nossa Gente Se Misturou - Lázaro

Letras de A - Z, de diversos estilos musicais

Nossa Gente Se Misturou - Lázaro - Letra






Fala Lazaro: Quando os brancos
Encontraram com os negros pela primeira vez
Pensarão que estavão encontrando
Com uma nova raça de macacos
E os negros pensarão que os brancos
eram fantasmas

De repente oito lá no meu quintal
Eu pensei que era fantasma
Tu pensou que eu era animal
De repente tu invadiu o meu quintal
Bateu em mim, acorrentou a minha gente
E levou pra longe

E como exemplo de homem feio tu me colocou
Mas esqueceu que a cor da pele
Nunca foi barreira pra segurar paixão
Nunca foi barreira pra conter o amor
Calor que vem com calafrios

De repente nossa gente se misturou
Dividindo a mesma cama
Permitindo-se encantos
Compartilhando os riscos
E como exemplo de homem feio tu me colocou
Mas esqueceu que a cor da pele
Nunca foi barreira pra segurar paixão
Nunca foi barreira pra conter o amor
Calor que vem com calafrios

De repente nossa gente se misturou
Dividindo a mesma cama
Permitindo-se encantos
Compartilhando os riscos

Nossa Gente Se Misturou - Lázaro | Letra da Música. Compartilhe!