Morada No Peito - Marcos e Fernando | Letra da Música

Morada No Peito - Marcos e Fernando

Letras de A - Z, de diversos estilos musicais

Morada No Peito - Marcos e Fernando - Letra






Quando o amor faz morada no peito
Revira e bagunça, pega a gente de jeito
É tanto desejo, é tanta paixão
É fogo na alma tirando a razão
Muda o gosto do beijo do amargo pro mel
Uma simples caricia leva a gente no céu
São os olhos brilhando na luz do luar
É o coração chorando na hora de amar

He, he, he, hei, paixão, paixão que mata
É laço apertado é nó que não desata
Dá dó de ver o coração sofrer
Faz mal, faz bem, faz o sangue ferver

He, he, he, hei paixão, paixão que mata
Fuzila o coração, judia e maltrata
E dói demais, machuca sem ferir
É fogo que arde e queima sem sentir

Quando o amor faz morada no peito
Revira e bagunça, pega a gente de jeito
É tanto desejo, é tanta paixão
É fogo na alma tirando a razão
Muda o gosto do beijo do amargo pro mel
Uma simples caricia leva a gente no céu
São os olhos brilhando na luz do luar
É o coração chorando na hora de amar

He, he, he, hei, paixão, paixão que mata
É laço apertado é nó que não desata
Dá dó de ver o coração sofrer
Faz mal, faz bem, faz o sangue ferver

He, he, he, hei paixão, paixão que mata
Fuzila o coração, judia e maltrata
E dói demais, machuca sem ferir
É fogo que arde e queima sem sentir

Morada No Peito - Marcos e Fernando | Letra da Música. Compartilhe!