João Matuto - Mestre Zinho | Letra da Música

João Matuto - Mestre Zinho

Letras de A - Z, de diversos estilos musicais

João Matuto - Mestre Zinho - Letra






Um certo dia João Matuto me contou
Que a Maria sua amada é o seu amor
Sem ter motivo foi embora lá da roça
E na palhoça só a solidão deixou
E João matuto se sentido magoado
Cheio de orgulho do ranchinho se mandou
Levando a velha dor que tanto lhe entupia
Ele queria esquecer o que passou
E caminhou os quatro cantos desse mundo
Feito louco vagabundo só Deus sabe o que passou
Na sua estradas, muitas marias
No dia a dia João matuto encontrou
Mais sua amada que mais queria
É só o destino foi injusto e lhe tirou

E certamente hoje João é infeliz
Quando me encontra por ai ele me diz
A gente chora, a gente briga
Quando se vai o chamego do coração
A gente berra, a gente xinga,
A gente nunca se acostuma a solidão

E vai e vem, um dia o bem querer
Mais quando vai, machuca e faz doer

João Matuto - Mestre Zinho | Letra da Música. Compartilhe!