Labirinto de Concreto - Rama Ruana | Letra da Música

Labirinto de Concreto - Rama Ruana

Letras de A - Z, de diversos estilos musicais

Labirinto de Concreto - Rama Ruana - Letra






Labirinto de concreto
Os jardins são verde e amarelos
Os bichos não são nada
E vagam tristes
Motorizados, poluídos, barulhentos

O sol esquenta mais
E a chuva é mais fraca
Coisas grandes em meio ao nada, que é tudo
A mesma rua que é passagem pra muitos
É lar duro lar
Os seres que aqui limpam
Não sujam, não
E os que sujam não limpam não
E o sonho de estar ai
Vivendo aqui
Parece distanciar a cada noite
Hoje...
Sou prisioneiro sobrevivente da evolução
Mas meu coração, meu coração
É raiz, raiz...

Labirinto de Concreto - Rama Ruana | Letra da Música. Compartilhe!