Miserenta - Rionegro e Solimões | Letra da Música

Miserenta - Rionegro e Solimões

Letras de A - Z, de diversos estilos musicais

Miserenta - Rionegro e Solimões - Letra






Outra vez é madrugada,
E ela não vem..
As horas vão passando
E ela não vem

Não vem me tirar da solidão
Não vem acalmar minha paixão
Eu vou rasgar o sofá,
Vou quebrar as cadeiras
Vou por fogo no colchão
Vou sair pelas ruas
Vou entrar em um bar,
Pelo que eu me conheço, vou me embriagar
Meu coração não aguenta
Aquela miserenta
Só me faz chorar
Meu coração não aguenta
Aquela miserenta
Só me faz chorar

Quanto tempo de espera
E ela não vem..
Já estou ficando louco
E ela não vem

Não vem me tirar da solidão
Não vem acalmar minha paixão
Eu vou rasgar o sofá,
Vou quebrar as cadeiras
Vou por fogo no colchão
Vou sair pelas ruas
Vou entrar em um bar,
Pelo que eu me conheço, vou me embriagar
Meu coração não aguenta
Aquela miserenta
Só me faz chorar

Não vem me tirar da solidão
Não vem acalmar minha paixão
Eu vou rasgar o sofá,
Vou quebrar as cadeiras
Vou por fogo no colchão
Vou sair pelas ruas
Vou entrar em um bar,
Pelo que eu me conheço, vou me embriagar
Meu coração não aguenta
Aquela miserenta
Só me faz chorar
Meu coração não aguenta
Aquela miserenta
Só me faz chorar
Meu coração não aguenta
Aquela miserenta
Só me faz chorar

Miserenta - Rionegro e Solimões | Letra da Música. Compartilhe!