Talvez Não Era Pra Ser - Rogim Nazário | Letra da Música

Talvez Não Era Pra Ser - Rogim Nazário

Letras de A - Z, de diversos estilos musicais

Talvez Não Era Pra Ser - Rogim Nazário - Letra






Todo fim de dia eu lembro
Como foi intenso
Ao ponto de incomodar
Pensar cada gesto
Cada gosto que você fazia
Questão de mostrar

E as músicas ainda teimam em tocar
No tom da sua voz que me fez olhar
De um jeito mais sincero, pelo copo meio cheio
De saudade que não quer mais secar

E o tanto eu daria por algumas daquelas risadas
Daquelas tiradas com uns eu te amo no final
E a sequencia se estendia a um infinito natural

E toda hora vem a tona nossa cumplicidade
De encenar a verdade
Sobre aqueles que não eram como nós
Me deu saudade desse nós

Talvez não era pra ser
Talvez ninguém vai saber
Se passasse de um sonho por favor
Me deixa acordar com você

E tudo que a gente planejou
Do errado que a gente acertou
Se foi tudo brincadeira, meu amor
Me deixa fazer pra valer

Talvez Não Era Pra Ser - Rogim Nazário | Letra da Música. Compartilhe!