Explanação - Síntese | Letra da Música

Explanação - Síntese

Letras de A - Z, de diversos estilos musicais

Explanação - Síntese - Letra






Conto até 7, respiro... Córnea que gira
Giro do mundo
Se vira, é o jogo. Olhai o fogo!
Percebe a trama quem ama
Grandeza é auto-tortura,
E a pequenez é as vezes que
Essa grandeza não reflete a altura
Cura adulterada aqui mata mais que a doença
A carência repulsa atenção, entre a sapiência e a demência

O ponto de equilíbrio vem beirando o precipício
Tonto, não se acha as linhas enquanto se perde nos pontos.
A vida passa e nós não vê reclamando que não acontece nada.
Laça, traça o ensinar que nós não quer aprender.
Tenta se ver... Quando o importante não se frisa,
Escurece a alma que acochambra a verdade pra própria briza na matéria.
Sagrada e séria transição, irmão

E a verdade é associável embora eles insistam em dizer não
Quem desaprendeu sentir, ouvir e abominar o pecado
Seduzido, um enganado serve mais que um desavisado
Quem organiza melhor a própria distração
E escala o primordial da sobrevida pra concentrar a aflição
A real arromba a porta enquanto me saboto

Irrevogável, tenta enxergar o que não coube na foto.
Morto e amável, o decreto é instável, o mais possível.
Se possível ao nível de gerar o mais vulnerável.
A vida é traço arriscado, e no escuro vergonha é ser puro.
Mas ser prole é sentir o todo não só explanar seu tudo.
(Entre loucos e desavisados... Amem.)

Explanação - Síntese | Letra da Música. Compartilhe!