Anágua - Timbalada | Letra da Música

Anágua - Timbalada

Letras de A - Z, de diversos estilos musicais

Anágua - Timbalada - Letra






Quando anágua ia
A malha vinha
Via
Quando Aparecida aparecia
Lia
Se você não entrar nessa ciranda
O que será não tarde não
Que será noite e o coração badalador
Vai se rimar, amar com seu mimar
Vai se rimar, amar com seu mimar
Falar nunca é demais
A quantidade de amor
Para um alguém que tudo raiar iá, iá, iá
Raia iá, iá, iá

Lá vem a lua com seus olhos cor de prata
Oh! Que bela noite para um serenata
Clareia a rua com seus olhos cor de prata
Oh! Que bela noite para uma serenata

Lá vem a Lua com seus olhos cor de prata
Oh! Que bela noite para uma serenata

Clareia a rua com seus olhos cor de prata
Oh! Que bela noite para uma serenata

Anágua - Timbalada | Letra da Música. Compartilhe!