Ao Vivo La Playa - Trio Potiguá | Letra da Música

Ao Vivo La Playa - Trio Potiguá

Letras de A - Z, de diversos estilos musicais

Ao Vivo La Playa - Trio Potiguá - Letra






Você não dançou comigo, Matilde
Isso causou muita mágoa
Eu fico aqui me roendo, quase desfalecendo
E tu não liga pra nada
Sou de família humilde, Matilde 2x
Tu é privilegiada
Nasceu em berço de ouro, boa criação
Toda mimadinha, já veio perfumada

Me lembro a história de Zequinha
Que naquele dia veio me contar
Pra não alimentar saudade, que a felicidade com ela não há
E dentro de cada pessoa tanta coisa boa se vê pelo olhar
Quem sabe antes do fim da história
Matilde ainda vai me procurar

Ah, Matilde !
Não me deu a menor condição
Se não te peguei pelo pé , Matilde 2x
Te pego pelo coração

Essa sensação que me domina
Menina não é a mesma
Que domina o coração

É como se fosse água de cheiro
Que carrega o dia inteiro
O cheiro da provocação

Eta que trem bom!
É cheira fulo
Quando penso nela
Me sobe um calor

Na saudade ela me deixou
Na saudade ela me deixou
Na saudade ela me deixou

Tá danado, tá danado, tá danado
Tá danado de bom
Tá danado, tá danado, tá danado
Tá danado de bom

Meu coração ta batendo
Como quem diz não tem jeito
Zabumba bumba esquisito
Batendo dentro do peito

Teu coração ta batendo
Como quem diz não tem jeito
O coração dos aflitos
pipoca dentro do peito
O coração dos aflitos
pipoca dentro do peito

Coração bobo, coração bola
Coração balão, coração de São João
Agente se ilude dizendo já não há mais coração
Coração bobo, coração, coração bola
Coração balão, coração de São João
Agente se ilude dizendo já não há mais coração

Eu disse bobo, bobo, bobo, bobo
bola, boba, bola, bola, bola, bola, bola de balão
Agente se ilude dizendo já não há coração

É bobo, é bola, balão de São João
Agente se ilude dizendo já não há mais coração
Agente se ilude dizendo já não há mais coração

Meu coração ta batendo
Como quem diz não tem jeito
Zabumba bumba esquisito
Batendo dentro do peito

Teu coração ta batendo
Como quem diz não tem jeito
O coração dos aflitos
pipoca dentro do peito
O coração dos aflitos
pipoca dentro do peito

Coração bobo, coração bola
Coração balão, coração de São João
Agente se ilude dizendo já não há mais coração

Coração bobo, bobo, bobo, bobo
bola, boba, bola, bola, bola, bola, bola de balão
Agente se ilude dizendo já não há coração

Eu disse bobo, bobo, bobo, bobo
bola, boba, bola, bola, bola, bola, bola de balão
Agente se ilude dizendo já não há coração

Coração bobo, coração bola
Coração balão, coração de São João
Agente se ilude dizendo já não há mais coração

Coração bobo, bobo, bobo, bobo
bola, boba, bola, bola, bola, bola, bola de balão
Agente se ilude dizendo já não há coração

Eu quero ver rolar solto
Eu quero ver balançar
Onde tem forró pesado, é proibido cochilar
Onde tem homem com H, tem mulher com M só
Onde tem bom sanfoneiro, tem que ter suor

Tem que ter suor, da sola do pé até o gogó
Tem que ter suor, da sola do pé até o gogó

Puxa o bom, puxa o melhor
Num tremendo arrasta pé
Pouco homem mais mulher
É assim que a gente quer

Eu quero ver rolar solto
Eu quero ver balançar
Onde tem forró pesado, é proibido cochilar
Onde tem homem com H, tem mulher com M só
Onde tem bom sanfoneiro, tem que ter suor

Tem que ter suor, da sola do pé até o gogó
Tem que ter suor, da sola do pé até o gogó

Pode chegar meu bem, pode chegar
Aqui nesse forró, ninguém é proibido entrar

Tem que se mexer, pra poder se arrumar
Tem que remexer. com amor swingar
Tem que se beijar, tem que se amar
Aproveita a vida, deixa a tristeza pra lá

Pode balançar
Mostra que está de bem com a vida
Prova que sabe dançar

Aqui tá muito bom, tá que tá
Tá com gostinho de batom, tá que tá
O sanfoneiro tá no tom, tá que tá
No terreiro a mulherada
Querendo se arrumar

Hoje vou dançar a noite inteira
No salão não tem poeira
Mas levanta pó
Eu quero nego grudado que nem resina
No cangote da menina
Tem fungado e tem suor
Marcando passo
Levando pro escurinho
Chamegando agarradinho
Pra ver dois num só

Não adianta trazer dança nova
Outra que ninguém aprova
Tem que ser forró

Tem que ser forró
Tem que ser forró
Outra que ninguém aprova
Tem que ser forró

Hoje vou dançar a noite inteira
No salão não tem poeira
Mas levanta pó
Eu quero nego grudado que nem resina
No cangote da menina
Tem fungado e tem suor
Marcando passo
Levando pro escurinho
Chamegando agarradinho
Pra ver dois num só

Não adianta trazer dança nova
Outra que ninguém aprova
Tem que ser forró

Tem que ser forró
Tem que ser forró
Outra que ninguém aprova
Tem que ser forró

É na pancada do Zabumba
E no chiado do Ganzá
É na batida do pandeiro
No tilingue do triângulo
Que faz o povo dançar

Lá em Natal, tem conquista
Tem sim, o Trio Potiguá
E de lá esse trio do nordeste
todos três em qualquer lugar

É forró a noite inteira
Levantando a poeira
Até o dia clarear
Vamos dançar, vem morena forrozeira
Entre nessa brincadeira
E vamos forrofiar

Ao Vivo La Playa - Trio Potiguá | Letra da Música. Compartilhe!