Largado às Traças (Letra) - Zé Neto e Cristiano | Letra da Música

Largado às Traças (Letra) - Zé Neto e Cristiano

Letras de A - Z, de diversos estilos musicais

Largado às Traças (Letra) - Zé Neto e Cristiano - Letra






Meu orgulho caiu quando subiu o álcool

Aí deu ruim pra mim

E, pra piorar, tá tocando um modão

De arrastar o chifre no asfalto

 

Tô tentando te esquecer

Mas meu coração não entende

De novo, eu fechando esse bar

Afogando a saudade num querosene

 

Vou beijando esse copo, abraçando as garrafas

Solidão é companheira nesse risca faca

Enquanto cê não volta, eu tô largado às traças

Maldito sentimento que nunca se acaba

 

Vou beijando esse copo, abraçando as garrafas

Solidão é companheira nesse risca faca

Enquanto cê não volta, eu tô largado às traças

Maldito sentimento que nunca se acaba

 

Ô ô ô, ô ô ô

A falta de você, bebida não ameniza

Ô ô ô, ô ô ô

Tô tentando apagar fogo com gasolina

 

Meu orgulho caiu quando subiu o álcool

Aí deu ruim pra mim

E, pra piorar, tá tocando um modão

De arrastar o chifre no asfalto

 

Tô tentando te esquecer

Mas meu coração não percebe

De novo, eu fechando esse bar

Afogando a saudade num querosene

 

Vou beijando esse copo, abraçando as garrafas

Solidão é companheira nesse risca faca

Enquanto cê não volta, eu tô largado às traças

Maldito sentimento que nunca se acaba

 

Vou beijando esse copo, abraçando as garrafas

Solidão é companheira nesse risca faca

Enquanto cê não volta, eu tô largado às traças

Maldito sentimento que nunca se acaba

 

Ô ô ô, ô ô ô

A falta de você, bebida não ameniza

Ô ô ô, ô ô ô

Tô tentando apagar fogo com gasolina

 

Ô ô ô, ô ô ô

A falta de você, bebida não ameniza

Ô ô ô, ô ô ô

Tô tentando apagar fogo com gasolina

Largado às Traças - Zé Neto e Cristiano

 

 

Largado às Traças (Letra) - Zé Neto e Cristiano | Letra da Música. Compartilhe!