Canção do Meus Adeus - Zilo e Zalo | Letra da Música

Canção do Meus Adeus - Zilo e Zalo

Letras de A - Z, de diversos estilos musicais

Canção do Meus Adeus - Zilo e Zalo - Letra






Jamais verei a minha terra pequenina
Porque sei que em cada esquina só teria desengano
Nunca me esqueço do garimpo dos coqueiros
E dos velho companheiros dos saudosos 9 anos
Me lembro sempre de Josias e Anterino
Aguinaldo, Noraldino, Desidério e Rafael
A quem me dera meu Coromandel querido
Se eu voltasse a ser menino l no meu Coromandel.

Mas como posso te rever minha cidade
Se nas ruas da saudade meus amores
Não verei se lá no alto na casinha tão branquinha
Já não ha minha mãezinha pois sem ela
Já fiquei e nas novenas de Santana padroeira
Já no há o Zé Ferreira com a bandinha a tocar
Ai nesse instante meu Coromandel querido
Baixo os olhos comovido pra ninguém me ver chorar.

Adeus, adeus macaúba das vazantes
Douradinho dos diamantes a saudade é meu tormento
Porque guardar o velhos tempos de criança
É viver de esperança pra morrer de sentimento
Coromandel dos antigos sonhos meu
A canção do meu adeus para ti eu dediquei
São pedacinhos de saudade dos parentes
Das planícies e nascentes desta terra que eu amei

Canção do Meus Adeus - Zilo e Zalo | Letra da Música. Compartilhe!