Casa Fechada - Zilo e Zalo | Letra da Música

Casa Fechada - Zilo e Zalo

Letras de A - Z, de diversos estilos musicais

Casa Fechada - Zilo e Zalo - Letra






Polca paraguaia

Cheguei de viagem carregado de saudade
Vinha trazendo muito amor pra quem ficou
Não via a hora de abraçar a minha amada
E dividir milhões de beijos de amor.

Na esperança que tudo estava bem
Meu coração batia forte acelerado
Eu fui chegando pela porta da cozinha
E de costume dei duas batidinhas
Mas dessa vez sem querer fui enganado.

Casa fechada que solidão
Chave na porta foi o meu fim
A minha amada tinha partido
Só a tristeza deixou pra mim.

Dentro da casa tudo estava em seu lugar
No guarda-roupa suas coisas não estavam
Descarreguei minha bagagem de saudade
Que com o pranto dos meus olhos misturavam.

Agora tenho que vender a minha casa
Por qualquer preço venderei a quem quiser
Se quem eu amo para mim não deu valor
Assassinou meu coração cheio de amor
Pra que me serve uma casa sem mulher.

Casa Fechada - Zilo e Zalo | Letra da Música. Compartilhe!